Construção faseada (passo-a-passo)

Muitas vezes o orçamento é limitado, mas isso não serve de impedimento para iniciarmos a nossa obra, pois podemos optar por uma construção faseada.

Definir as fases de construção das nossas residência pode ser bastante útil para efeito de planejamento, assim podemos nos preparar melhor financeiramente e na organização do material a ser aplicado.

No entanto, se pretende planificar e executar a construção faseada ou não, tomamos em consideração que já tenha um projecto que pretende levar adiante, caso não, leia primeiro o nosso artigo como conceber um projecto de habitação.

Fase 1 – Fundação

É importante saber que o tipo de fundação varia conforme o tipo de solo, existência ou não de água no solo, o número de pisos, e outros factores que exige experiência para decidir, portanto deixe esta decisão nas mãos de um engenheiro.

Esta fase é muito importante pois ela dará toda a sustentação para a obra que será feita, deste modo, as seguintes tarefas são realizadas:

– Primeiramente a limpeza e nivelamento do terreno,

– Marcação e Colocação de cangalhos;

– Abertura de Caboucos;

– Compactação de aterros e enrocamentos

– Betonagem das sapatas, pilares e vigas de Fundação;

– E por fim a betonagem da laje de pavimento;

Uma dica rápida: se pretende ter um projecto evolutivo em pisos, ou se está em dúvida, não poupe na fundação, pois o custo de uma fundação para um edifício de 2 pisos, não custa o dobro da fundação do mesmo edifício em 1 piso, ao contrário do que muita gente pensa, o custo não varia tanto, mas, em todo caso, aconselhamos a ter um projecto consistente desde o início.

Fase 2 – Estrutura (Pilares, vigas e laje de cobertura)

Esta fase pode ser repetida, consoante o número de pisos e engloba as seguintes tarefas:

– Primeiramente a execução de armaduras, para Pilares, vigas e laje de Cobertura;

– Execução de cofragem dos pilares, vigas e laje de cobertura;

– Execução de Betonagem dos pilares, vigas e laje de cobertura;

– E por fim a descofragem dos pilares, vigas e laje de cobertura.

Fase 3 – Alvenaria

Após a conclusão da estrutura, temos a fase de alvenaria, que é fazer o levantamento das paredes da casa, no entanto, geralmente esta etapa ocorre de forma mais rápida e é onde você percebe melhor o desenvolvimento da obra. Durante esta fase, devem-se prever os lintéis para portas e janelas bem como as zonas de aberturas de roço.

Fase 4 – Tecto e Cobertura

a) As coberturas podem ser:

– Telhas

– Chapas de zinco

– Lajes

b) Os tectos podem ser

– Em placas de Gesso bem tratado.

– Em placas de madeira prensada.

– Em placas conforme o projecto arquitectónico.

Fase 5 – Caixilharia

Entendendo a construção faseada, pensamos na caixilharia, pouco antes de começar com a colocação de materiais de valor do interior da casa, deste modo, as seguintes tarefas são realizadas:

– Primeiramente a montagem de aros de madeira e ou alumínio;

– Montagem de portas e janelas de madeira e ou alumínio;

– Montagem de fechaduras;

– E por fim a envernização ou pintura das portas de madeira;

Fase  6 – Electricidade e Hidráulica

A parte eléctrica e hidráulica também são de grande importância e deve ser feito antes do acabamento. Essas duas fases exigem todo o cuidado, pois erros nessas fases podem trazer muita dor de cabeça, bem como grande dificuldade de acerto posterior. As tarefas mais comuns são:

a) Parte hidráulica:

– Ligação da água proveniente da rede pública a casa, bem como água quente;

– Tubagens;

– Caixas de inspecção, sifonada e de gorduras;

– Colocar torneiras e válvulas;

– Montagem de contadores de agua;

– Montagem de todo equipamento para bom funcionamento do sistema;

b) Parte eléctrica:

– Passar tubagens e fios;

– Colocar as caixas de tomadas;

– Colocar tomadas e interruptores;

– Colocar bocais de lâmpadas;

– Colocar luminárias e lustres;

– Ligar os disjuntores;

– Colocar as lâmpadas;

– Entre outros.

Fase 7 – Louças

Nesta fase as tarefas mais comuns são:

– Montagem da louça Sanitária;

– Colocação de utensílios de banheiros, como espelhos, box, metais sanitários e outros;

– Instalação de pia, balcão planejado, armário de cozinha, fogão cooktop, fornos e outros tipos;

Fase 8 – Revestimentos

Dando seguimento, esta fase pode ser uma das mais complexas, mais longas e também mais cara, pois normalmente esta etapa gera bastante mão de obra, como existe a necessidade de diferentes profissionais actuando. Entre as tarefas mais comuns podemos destacar:

– Impermeabilizações;

– Rebocos e betonilhas;

– Colocação do piso e revestimentos nas paredes;

– Colocação de sanca e moldura de gesso;

– Colocação de móveis planejados;

– Colocação de cortinas e persianas;

– E por fim, a pintura interior e exterior.

Fase 9 – Arranjo exterior

Para finalizar, esta fase depende da dimensão da residência e dos componentes existentes, entretanto podemos considerar:

– Execução do muro de vedação;

– Execução de um jardim;

– Execução de passadeiras;

– Construção de piscinas;

– Instalação de churrasqueira;

– Entre outros aspectos de importância na beleza exterior do edifício;

Conclusão 

A construção faseada é uma prática bastante comum em Moçambique, no entanto exige planificação, o que torna a existência de um projecto uma peça fundamental para a sua realização com sucesso. Evita-se assim, erros e improvisações que perigam a funcionalidade da habitação. Deste modo, o projecto direcciona como, quando e por quem as operações serão realizadas, sendo as previsões são mais precisas.


Deixe um comentário